yousentmeflying

No cinema, o tema é amor. Na série de tv, também. Nas conversas de msn, presente na grande maioria. Nas mensagens no celular então, nem se fala… Acho que há algum tempo eu prefiro ler e falar a respeito, do que sentir. O amor dói tanto e tantas vezes. Dói quando sentimos e não somos correspondidos, dói quando brigamos com quem se quer, e parece que te corrói quando termina.
E aí a gente faz o que? Chora. Toma um banho como se a água levasse toda a tristeza consigo pro ralo. Vai pra uma bebedeira tentando esquecer o dia. Acorda com uma ressaca tentando lembrar da noite.
O amor esfria, mas algumas coisas ainda continuam lá e cá, junto com a jaqueta preferida dele, ou aquele lenço com o perfume dela.
De algum jeito, a gente acorda nos dias que nascem e tentamos caminhar apenas com as nossas pernas sem nenhuma mão dada para puxar. A gente levanta, tropeça mais algumas vezes e, enfim, não cai mais.

O engraçado é que mesmo depois da tal bebedeira, a gente sempre sabe como voltar em casa.

Vende-se um coração. Meio velho, meio burro. Mas que ainda bate.

A simple attraction that reflects right back to me
So i’m not as into you as i appear to be.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s